fimose – A doença mais comum do pênis

Aumentar o penis natural

Fimose é a ineficiência de colocar a glande — a cabeça do pênis — para fora, devido ao excesso de pele que cobre a região. Essa pele se chama prepúcio. Praticamente todos os meninos nascem com a condição, porém, na maioria deles, a fimose desaparece com o tempo.

Ela é uma das doenças urológicas mais comuns e o diagnóstico é feito apenas pelo exame físico. É possível detectar atentando puxar o prepúcio para a glande aparecer.

A fimose deve ser diferençada de outras condições que afetam o pênis. Um médico pediatra, cirurgião pediátrico ou urologista pediátrico, no caso de crianças, deve ser consultado.

Como prevenir

Como já dissemos, a fimose que se manifesta na infância não pode ser evitada. Ao longo dos anos os cuidados com a higiene do pênis são fundamentais para evitar o acúmulo de sujeiras e que podem auxiliar na criação da fimose.

Para evitar o problema, é preciso lavar o pênis todos os dias com água e sabão neutro. Além disso, é importante consultar um urologista com bastante frequência.

Aumento do pênis

A fimose acaba desencadeando outros sintomas como o tamanho do pênis.

Segundo relatos, de acordo com relatórios da Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de homens que estão infelizes com o tamanho dos seus pênis aumenta mais a cada dia. Esse tipo de problema pode afetar a vida de um homem de diversas formas e deve ser combatido e resolvido.

Muito acabam acreditando que ter um pênis pequeno requer tratamento ou que seria uma doença a ponto de ser tratada. Criamos um post para tirar essa dúvida tão frequente. Leia aqui.

Relação vagina vs penis

O que é a candidíase?

A candidíase vaginal ou candidíase vulvovaginal é uma infecção desencadeada principalmente pelo fungo candida albicans, que pode causar coceira, corrimento e irritação na região da vagina. 

O fungo normalmente vive no organismo, em locais como a boca, a garganta, a vagina e a pele, sem causar nenhum problema. Porém, quando ocorre um desequilíbrio na flora vaginal, o microrganismo se multiplica e desencadeia a infecção.

Esse desequilíbrio que causa a candidíase pode ocorrer quando há uma baixa imunidade ou quando a resistência vaginal está baixa, facilitando a proliferação do candida albicans.

A candidíase é uma doença que pode acometer várias partes do corpo humano, mas atinge mais frequentemente os órgãos genitais gerando grande incômodo. Ela não é considerada uma DST (doença sexualmente transmissível), pois o fungo vive naturalmente na flora vaginal.

Apesar de ser um problema predominantemente feminino, pode acometer também os homens. A  candidíase pode apresentar sintomas no pênis, na boca (nesse caso, a candidíase é conhecida popularmente como “sapinho”) e em outras regiões. Isso porque os fungos podem estar presente em diferentes partes do corpo. Se estiver em um local que encontre as condições adequadas, vai se desenvolver e causar irritação.

Fonte: Instituto Saúde Mulher